11 de Set de 2020

Interpretação de Libras nas lives da Pontos Diversos garantem acessibilidade a conteúdo inclusivo

Carolina Barreto, Diretora Vice-Presidente da ONG, opinou sobre a medida de inclusão

A presença de um intérprete de libras nas lives que estão acontecendo no Instagram e no YouTube da Pontos Diversos se mostrou imprescindível para que o conteúdo fosse transmitido de forma inclusiva. A tradução começou a partir de uma demanda dos aprendizes e logo trouxe à tona a discussão a respeito de sua importância. Foi possível perceber que as medidas de acessibilidade nas redes sociais devem ser incorporadas às práticas de uso para que possamos garantir que todas as pessoas possam ter contato com os conteúdos publicados.

Carolina Barreto, Diretora Vice-presidente da Pontos Diversos, explicou um pouco sobre o processo de implementação da interpretação de libras e a sua opinião a respeito da importância da medida:

Pontos Diversos: Qual a importância da presença de um intérprete de libras nos conteúdos transmitidos publicamente?
Carol: É fundamental para que possamos incluir as pessoas com deficiência auditiva e proporcionar conteúdos importantes para a transformação da dinâmica social.

Pontos Diversos: De que forma você enxerga a frequência com que os intérpretes estão presentes?
Carol: Considero suficiente, mas acredito que podemos pensar se há necessidade ampliar. Há algumas dificuldades que não são muito diferentes das enfrentadas por tantas outras instituições sem fins lucrativos, mas temos buscado formas de amenizá-las através da captação de recursos.

Pontos Diversos: Qual a sua opinião sobre as lives que estão acontecendo na programação #FiqueEmCasa?
Carol: Considero as lives muito importantes para toda a sociedade. Através das lives, a Pontos Diversos tem colocado sua posição no mundo e isso faz toda a diferença não somente para a gente como também para o nosso público interno e externo.

Pontos Diversos: Como você percebe a participação das pessoas com deficiência auditiva nas lives realizadas pela Pontos Diversos?
Carol: Percebo que o intérprete de libras possibilita o acesso a conteúdos importantes, que antes somente era possível em espaços especializados. Ampliamos com isso o repertório das pessoas e ainda contribuímos para o empoderamento das Pessoas com Deficiência (PcD). Estamos recebendo retornos muito positivos.

Pontos Diversos: Você considera as ações para inclusão de pessoas com deficiência nas redes sociais efetivas (Exemplos: #PraCegoVer; libras; discussões sobre o uso dos pronomes indefinidos nos programas de audiodescrição)?
Carol: Considero muito efetivas. As pessoas com deficiência visual e auditiva vivenciam muitas barreiras atitudinais e de comunicação e essas medidas reduzem e ajudam as pessoas a entenderem como fazer. Na medida que um ator social faz, torna a ação conhecida para outras pessoas e possibilita a mudança de comportamento com a adoção de medidas inclusivas.

Pontos Diversos: Além da acessibilidade instrumental, como você enxerga a importância de atitudes inclusivas relacionadas a pessoas com deficiência?
Carol: Atitudes inclusivas estão previstas na Lei Brasileira de Inclusão, a Lei nº 13.146, de 6 de julho de 2015. Portanto, somos obrigadas a promover a redução das barreiras à inclusão da PcD até a extinção desses impeditivos. Toda a sociedade deve desenvolver essas ações. Quando a Pontos Diversos se propõe a atuar na transformação do mundo, nos comprometemos em promover inclusão de todos, todas e todes e as pessoas com deficiência fazem parte desse universo com certeza.

Pontos Diversos: O que você acha que ainda precisa melhorar para garantir a inclusão da pessoa com deficiência nos diversos espaços sociais?
Carol: Muita coisa. Ao visitar a lei, verificamos que falamos de barreiras que contemplam todos os aspectos das relações sociais, então, estamos falando de uma mudança de cultura. Algo que considero primordial é a necessidade de favorecer a inclusão da PcD para que a sociedade aprenda aquilo que precisa ser aprendido sobre as barreiras através da interação social.